CONHEÇA A IMPORTÂNCIA DE SABER PRATICAR GESTOS QUE SALVAM.
Posts recentes

Introdução

Dor Precordial

SBV

Engasgamento

Choque

Hemorragias

Intoxicações

Feridas

Golpe de Calor

Insolação

Geladura

Hipotermia

Alcoolismo agudo

Epilepsia

AVC

Diabetes

Anexos

Pesquisar neste blog
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Links úteis
RSS
Terça-feira, 6 de Maio de 2008
Feridas
Primeiro Socorro:
 
Feridas que não requerem tratamento médico ou diferenciado:
 
1)    Acalmar a vítima falando com ela, saber como se feriu e se tem em dia a vacina contra o tétano;
2)    Expor a zona da ferida para se poder observar cuidadosamente (tirar roupa ou descoser);
3)    Se necessário, retirar adornos (anéis, fios, relógios…);
4)    Nunca falar, tossir, espirrar ou fumar para cima de uma ferida ou penso;
5)    Ter mãos e unhas lavadas com água e sabão;
6)    Deve lavar / desinfectar a ferida com água e sabão ou solução anti-séptica;
7)    Colocar um penso e fazer a sua fixação com uma cobertura.
 
 
Limpeza
 
A limpeza de uma ferida deverá ser feita em duas fazes:
 
  1. Lavagem da zona da pele intacta, perifericamente á ferida, partindo dos seus bordos para a região mais afastada;
 
  1. Lavagem da ferida propriamente dita, do centro desta para o exterior, devendo utilizar-se compressas ou panos limpos sem pêlos.
 
Nota: Não utilizar álcool ou soluções corantes.
 
 
Penso
 
Proteger a ferida, utilizando:
 
  • Penso rápido (se a ferida for pequena);
  • Penso improvisado, usando compressas ou panos limpos sem pelos, fixando-os com adesivo, ligaduras ou lenços triangulares.
 
  
Feridas que requerem tratamento médico ou especializado:
(Ex: na boca, nariz, pescoço, olhos, órgãos genitais ou quaisquer feridas extensas e/ ou profundas).
 
  • Proceder como indicado no 1º Socorro de 1. a 5.;
  • Não lavar/ desinfectar;
  • Proteger a ferida com compressas ou panos limpos e secos;
  • Efectuar cobertura;
  • Promover transporte para o hospital.
 

Casos especiais

 
·         Se existir um objecto estranho encravado (faca, punhal, vidros…) NUNCA SE RETIRA.
·         Se o objecto estranho está nos olhos, tentar retirá-lo com um fio de água corrente, do canto interno para o externo. Se não sair, vendar os dois olhos.
Tags:
Publicado por Socorrismo às 09:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Mais sobre o grupo
Fotos
Tags

alcoolismo agudo

anexos

avc

choque

diabetes

dor precordial

engasgamento

epilepsia

feridas

geladura

golpe de calor

hemorragias

hipotermia

insolação

intoxicações

introdução

sbv

todas as tags

blogs SAPO